Saiba como identificar o perfil dos ouvintes da sua rádio

Impossível negar que um dos dados primordiais para que uma estação consiga montar uma programação está relacionado ao perfil dos ouvintes de rádio. É a partir desses dados que você e sua equipe poderão estabelecer formatos, linguagem, tipos de informação e notícias divulgadas, além, é claro, da música a ser executada. Essa informação também é essencial na hora de encontrar anunciantes.

Para tanto, é preciso conhecer a fundo os hábitos, desejos e necessidades de quem sintoniza. Quer saber como identificar o seu público? Continue a leitura e descubra!

Conhecendo o perfil de seus ouvintes de rádio

É inegável que o perfil dos ouvintes de rádio mudou bastante nos últimos anos. Com a popularização e a melhoria do acesso à internet, o modo de sintonizar a estação favorita pode variar. Muitas rádios, inclusive, têm aproveitado para mudar de faixa e migrar para FM, aproveitando a integração digital — acesso via smartphone e tablet, por exemplo — que ela oferece.

Seja para buscar informação, boa música, companhia para as horas no trânsito, trabalho ou estudo em casa, o fato é que a maioria da população (89%) ouve rádio. Esse é um dado divulgado pela Kantar IBOPE Media, que realiza pesquisas regulares nas treze principais áreas metropolitanas do país.

Em suma, há aproximadamente 52 milhões de pessoas prontas para receber a programação que a sua rádio oferece.

Apresentando alguns dados

Só que não basta saber a quantidade de ouvintes de rádio. Para definir o seu público, é preciso ter acesso a mais dados. A mesma pesquisa da Kantar IBOPE Media levantou algumas informações que certamente são bem interessantes para você.

Mais da metade (52%) dos ouvintes sintonizam em casa, principalmente entre 10 h e 11 h. Em segundo lugar, com 15%, estão aqueles que aproveitam a hora do rush (18 h às 19 h) para ouvir música ou saber as novidades.

Há ainda aqueles que ouvem rádio no trabalho (14 h às 15 h) e no trajeto para o escritório/escola/faculdade (7 h às 8 h), com 10 e 6%, respectivamente.

Leia também:  MIGRAÇÃO AM PARA FM: ABERT anuncia data de assinatura do decreto com valores!

Ainda relativo ao acesso, mais da metade dos ouvintes em casa e no trabalho (54% para ambos) usam o streaming. Se somarmos a esse dado o fato que 77% têm contas ativas em redes sociais, fica claro o potencial para estratégias de convergência de ambos os meios.

Outro dado superinteressante? 94% buscam programação musical, enquanto 83% querem outros estilos (noticiário, entrevistas, comentários esportivos ou programas religiosos). Ou seja: dá para variar bastante e, ainda assim, engajar e fidelizar seu público!

Fazendo a sua pesquisa

Um lado negativo é que essas pesquisas para medir a audiência e conhecer os ouvintes de rádio não são feitas com cidades fora dos eixos metropolitanos. Se esse é o seu caso — ou se você quer dados específicos —, aproveite para fazer as suas próprias pesquisas de público.

Use as suas redes sociais para criar enquetes (curtas e fáceis), promovendo bons sorteios para os participantes. Se a sua rádio atende ligações de ouvintes, essa também é uma ótima chance de fazer algumas perguntinhas básicas — inclua-as no roteiro do locutor, de forma bem natural e descontraída — e descobrir mais sobre seu ouvinte.

Isso funciona tanto para obter um mapeamento geográfico quanto para saber as preferências das pessoas dentro da sua programação. Você também pode conseguir dicas preciosas de novidades para oferecer às pessoas.

O que você ganhar ao saber o perfil de ouvintes de rádio? É a partir do estudo desses dados que será possível elaborar estratégias de marketing eficientes para garantir que eles estejam sempre sintonizados!

Gostou de saber como identificar o perfil dos ouvintes de rádio? Aproveite a área de comentários para falar das suas experiências e dúvidas!

Comentários

Posted in:
Sobre o autor

Bruno Faria

Publicitário por formação, atua há mais de 4 anos no setor de Marketing da Teletronix, uma empresa com mais de 20 anos produzindo equipamentos para emissoras de rádio e TV.

Deixe uma resposta