Como identificar um bom profissional de rádio?

Estamos vivendo a época do avanço tecnológico e da revolução da informação. Profissões da área da comunicação vêm sendo extremamente exigidas para entregarem um conteúdo que seja relevante num mundo onde qualquer um tem a possibilidade de ter uma voz.

Isso, por muito tempo, ficou restrito ao âmbito dos grupos de comunicação. Com o profissional de rádio, a exigência não é diferente.

Conheça a seguir 5 dicas que preparamos para contratar um bom profissional de rádio.

1. Tenha clareza do perfil que você procura para cada função

Algumas características já deixaram de ser diferenciais para serem apenas pré-requisito, mas isso pode variar de acordo com a vagaem aberto.

Ter habilidades de comunicação acima da média e ser capaz de trabalhar a informação de uma forma integrada são o mínimo necessário para ocupar determinadas vagas dentro de uma rádio, como a posição de locutor, mas não são tão necessárias para um profissional que vá ocupar algum cargo técnico.

2. Contrate profissionais alinhados com as exigências do mercado

O mercado de comunicação está cada vez mais competitivo. Não é difícil identificar os profissionais que se prepararamcom o objetivo de se diferenciar.

Procure profissionais que tenham noções de marketing, que estejam aptos a ler as necessidades de mercado e as necessidades da audiência.

3. Procure profissionais que gostem de interagir com a audiência

A força das redes sociais não pode ser ignorada por nenhuma empresa que queira sobreviver no mercado. Procure profissionais que estejam abertos a estabelecer um contato dinâmico com a audiência nas redes.

Isso pode significar contratar profissionais com bagagem cultural, que sejam carismáticos e originais, que sejam capazes de lidar com temas polêmicos de forma profissional e responsável.

É importante investir na qualidade humana, pois isso fideliza a audiência.

4. Encontre um bom profissional de rádio nas redes sociais

Recrute os seus profissionais nas redes sociais. Há várias vantagens para esse tipo de abordagem, e uma delas é que se tem acesso ao perfil pessoal do candidato.

Muitas informações podem estar disponíveis, como valores pessoais, preferências, forma de se comunicar, dados relativos a experiências profissionais anteriores e um sem-número de informações que vão subsidiar sua decisão de contratar ou não algum profissional com muito mais tranquilidade.

O processo seletivo não deve se resumir a essa etapa. Também não se deve confiar unicamente no que está escrito nos currículos, podendo ser necessário checar informações.

A realização de entrevistas pode terminar por eliminar dúvidas que ainda existam se aquele profissional é o certo para a sua empresa ou não.

5. Realize testes

A realização de testes simulando situações cotidianas reais pode ser uma excelente forma de avaliar o desempenho do candidato antes mesmo de contratá-lo. Incluir essa etapa no processo seletivo de sua empresa pode ser muito interessante.

Algumas empresas também realizam testes reais remunerados. Os profissionais são trazidos para atuar um dia, por algumas horas, ou para realizar tarefas específicas juntamente com a equipe de trabalho com a qual vai trabalhar caso seja aprovado.

Essa modalidade tem a vantagem de se poder contar com o feedback dos colegas sobre o desempenho do profissional durante o teste. Pergunte se a equipe recomenda o candidato para contratação ou não.

A busca de um profissional de rádio alinhado com as exigências do mercado depende de qualificação técnica, mas também de carisma e habilidades de comunicação. Carisma pessoal e relevância, muitas vezes, podem acabar sendo o critério de desempate.

Gostou do post? Para receber mais conteúdo preparado especialmente para você, assine a nossa newsletter.

Comentários

Posted in:
Sobre o autor

Bruno Faria

Publicitário por formação, atua no setor de Marketing da Teletronix, uma empresa desde 1996 no mercado de radiodifusão, produzindo equipamentos para emissoras de rádio e TV.

Deixe uma resposta