Modernização de rádios: saiba o que tem sido feito para os ouvintes

A tecnologia e a internet transformaram a forma como os meios de comunicação lidam com o público. Diante desse processo, os veículos que não se adequam a esse novo cenário acabam ficando para trás e caindo no esquecimento. Nesse sentido, vale destacar a importância da modernização de rádios.

Apesar de ser um meio de comunicação tradicional e que faz parte da vida de muitos brasileiros, as rádios precisam cada vez mais criar estratégias para fidelizar e atrair a audiência dos ouvintes. Caso contrário, perderão esse público para outros canais de contato.

Então, preparamos este post com o objetivo de mostrar a você o que as rádios têm feito para se modernizar e prender a atenção do público. Sintonize a sua leitura e confira!

Presença digital

Muitas pessoas acreditavam que a era digital e a internet atrapalhariam de forma significativa as rádios. No entanto, o ambiente online trouxe novas oportunidades para essas empresas.

Um grande exemplo é a 89 FM, a Rádio Rock de São Paulo, que há mais de 13 anos marca presença no digital e acompanha de perto as mudança nos hábitos de mídia dos consumidores.

Atualmente, a rádio tem presença cativa no ambiente online, com vários seguidores nas redes sociais, site próprio e transmissão via internet. Tudo isso contribui para que a empresa se aproxime mais dos ouvintes, possibilitando a interação do público por meio de pedidos de músicas, participação em promoções e diversas outras ações.

A Rádio Rock também possui uma equipe preparada e ligada nas novidades, além de pesquisas do Ibope, que contam a audiência da empresa pela internet. Essa modernização só leva experiências positivas para os ouvintes.

Powered by Rock Convert

Automação de processos

Além de estarem mais conectadas ao mundo virtual, as rádios começaram a sentir a necessidade de automatizar a sua gestão e processos, com o objetivo de trazer melhorias internas e que possam ser refletidas em mais qualidade para os ouvintes.

Dois exemplos são a Rádio Caxias, no Rio Grande do Sul, e a Rádio Nova FM 103.1, em Santa Catarina, que passaram a utilizar soluções de automação e gestão em seus negócios.

Isso possibilitou inúmeros benefícios para as emissoras, dentre eles a criação de parâmetros para desenvolver programações especiais para o público, maior auxílio no gerenciamento da programação e da distribuição de comerciais, além da facilidade na geração de relatórios e pesquisas em todas as áreas da empresa.

Ainda falando do poder da tecnologia para aproximar as rádios dos ouvintes, a Rádio Nova FM 103.1 adquiriu um aplicativo mobile, possibilitando que o público tenha a emissora na palma da mão, acessível com apenas um toque. Muito interessante, não?

Convergência de conteúdo

Diante desse cenário e dos exemplos apresentados, uma pesquisa realizada pela Associação Brasileira de Emissoras de Radiodifusão (Abert) comprova como a convergência digital atrai as rádios, pois 91% das emissoras brasileiras possuem site próprio e 84% transmite sua programação pela internet.

Esses dados mostram que as rádios têm procurado se adaptar à nova realidade, utilizando o ambiente online como parte complementar e essencial dos seus negócios. Dessa maneira, além de garantir uma maior aproximação e fidelização do público, essas empresas garantem crescimento e expansão em um mercado desafiador e competitivo.

E então, percebeu como a tecnologia pode e vai transformar cada vez mais a forma como as rádios se comunicam com o público? Para continuarem vivas no mercado e conquistarem ainda mais ouvintes, é necessário se mexer e estar sempre por dentro das novidades. Investir em tecnologia e internet é um caminho de sucesso para as rádios brasileiras.

Gostou do nosso artigo sobre a modernização de rádios? Então agora deixe sua opinião nos comentários abaixo. Vamos adorar descobrir o que você tem a nos dizer!

Comentários

Posted in:
Sobre o autor

Bruno Faria

Publicitário por formação, atua no setor de Marketing da Teletronix, uma empresa desde 1996 no mercado de radiodifusão, produzindo equipamentos para emissoras de rádio e TV.

Deixe uma resposta