Qual a finalidade do gerador de RDS e como ele funciona?

Se você é dono de uma emissora de rádio que busca fidelizar os ouvintes, além de fornecer um sinal de qualidade com um bom conteúdo, é preciso manter-se atualizado com as inovações tecnológicas do mercado. Entre as várias existentes, uma das tecnologias que com certeza trará bons resultados para a sua rádio é o gerador de RDS.

A tecnologia RDS (Radio Data System) é utilizada em transmissores FM e faz a transmissão de dados digitais para os ouvintes, como o nome da estação, a música que está sendo ouvida, propagandas, entre outras informações relevantes.

Quer conhecer um pouco mais sobre a tecnologia RDS e entender como ela pode agregar na sua empresa? Continue a leitura! Preparamos este post para você ampliar seus conhecimentos sobre o assunto.

Como surgiu o RDS?

O RDS teve sua origem na Europa, onde é utilizado pela maioria das emissoras.

Atualmente, a tecnologia está em expansão pelo mundo, pois praticamente todos os smartphones e rádios de automóveis têm decodificador de RDS, função que reconhece o arquivo de texto, permitindo a visualização das mensagens transmitidas no display do aparelho.

O que é possível fazer usando essa tecnologia?

O sistema oferece uma série de funções aos radialistas e ouvintes, entre elas destacam-se:

  • PI (Programme Identification): faz a identificação da emissora sintonizada;
  • EON (Enhanced Other Networks): traz informações sobre as condições do trânsito.
  • AF (Alternative Frequencies): o aparelho seleciona emissora mais adequada para o ouvinte, fazendo a troca automática de frequência por um sinal mais forte, por exemplo.
  • CT (Clock Time): exibe a hora da emissora sintonizada.
  • PTY (Programme Type): permite ao usuário buscar uma emissora pelo gênero que deseja ouvir.
  • PS (Programme Service): exibe textos de até 8 caracteres, normalmente com informações sobre a música ou programa em exibição. É comum e muito utilizado nas emissoras brasileiras.
  • RT (Radio Text): permite a visualização de textos de até 64 caracteres, podendo ser com slogans da estação ou, então, o artista e música transmitida. Também é ótimo para trazer notícias sobre trânsito, informações climáticas e propagandas.
Leia também:  Quais os principais desafios da radiodifusão na era digital?

Como funciona um gerador de RDS?

O equipamento gerador de RDS tem porta USB para comunicação com o computador, em que o aparelho deve ser configurado, seguindo todas as recomendações do fabricante. Também conta com uma interface gráfica com ajuste de nível de sinal de saída de RDS, entrada e saída de MPX, saída de RDS, saída de RDS MPX e entrada de comando para acionamento de notícias de trânsito.

O sistema não causa interferência aos canais de som, devido ao uso de uma subportadora de 57KHz de frequência, sendo da terceira harmônica do FM estéreo, enviando dados à velocidade de 1187, 5bps.

Agora que você conhece mais sobre o gerador de RDS, caso tenha vontade de implementar em sua rádio, precisa saber também que é essencial adquiri-lo em empresas especializadas em produtos de radiodifusão, pois estas podem lhe oferecer um atendimento técnico, além de todo o suporte necessário para a sua instalação e uso.

O nosso conteúdo foi esclarecedor? Ainda tem dúvidas sobre esta tecnologia? Fique à vontade para entrar em contato conosco!

Comentários

Posted in:
Sobre o autor

Bruno Faria

Publicitário por formação, atua no setor de Marketing da Teletronix, uma empresa desde 1996 no mercado de radiodifusão, produzindo equipamentos para emissoras de rádio e TV.