Rádio online e rádio tradicional: aprenda as diferenças!

A evolução tecnológica proporcionou grandes mudanças nos meios de comunicação. Esses avanços afetaram tanto os equipamentos quanto o modo como as mensagens emitidas passaram a alcançar o público. Isso sem falar na relação com a audiência. Com a radiodifusão não foi diferente, hoje, encontramos um universo de possibilidades que variam desde a rádio tradicional até a rádio online.

Foi pensando nisso que decidimos falar sobre esse assunto. Por isso, neste post, abordaremos algumas informações que definem certas diferenças entre cada uma dessas formas de transmissão. Ficou interessado? Então, não deixe de ler!

Afinal, qual a diferença entre uma rádio tradicional e uma rádio online?

Na prática, a principal diferença entre esses meios de comunicação é o alcance dos ouvintes. Enquanto uma rádio tradicional ainda funciona por meio das frequências AM ou FM, uma rádio online está conectada a qualquer plataforma digital. Atualmente, é possível acessá-las pelo celular, por exemplo.

Além disso, a própria projeção dos veículos diverge quando o assunto é a utilização dos equipamentos. Para criar uma rádio convencional, o empreendedor vai precisar recorrer a um espaço físico adequado, uma antena para transmissão, uma concessão pública, além de todos os aparelhos essenciais que garantem o funcionamento de uma programação radiofônica.

Basicamente, uma rádio online exige apenas o cadastro em uma plataforma que é escolhida pelo interessado. De fato, ele também vai necessitar adquirir alguns instrumentos para realizar o seu projeto, porém, os aparatos são bem mais simples e acessíveis.

Quais equipamentos são necessários?

O investimento em uma rádio tradicional não é baixo. Normalmente, as maiores despesas estão ligadas à aquisição de uma antena, do transmissor de FM/AM e de um sintonizador digital. Eles são instrumentos primordiais e precisam ser de qualidade.

Lembre-se que a sua programação vai ter que apresentar músicas e alguns efeitos sonoros. Desse modo, toca-discos, CD players, computador e tape-decks não podem faltar.

Já em uma rádio online, tais aparatos podem ficar em segundo plano. Nesse caso, um computador com internet, um microfone e a hospedagem em uma plataforma resolve o seu problema. Por tal motivo, vale a pena pesquisar e descobrir qual o modelo que atende às suas demandas e a disponibilidade do seu orçamento.

Como saber qual a melhor opção?

Bem, neste caso, a decisão ficará a critério do empreendedor. Isso porque ambas podem oferecer vantagens, mas o que define a escolha é o dinheiro disponível para montar a rádio.

Atualmente, as rádios tradicionais também possuem uma versão online. Esse é um fato que comprova a eficiência do novo modelo e sua proximidade com o grande público presente nas redes sociais. Por essa razão, é importante definir um objetivo antes de pôr em prática o seu planejamento.

E então, o que achou do nosso conteúdo sobre as diferenças entre uma rádio tradicional e uma rádio online? Esperamos que ele tenha auxiliado a entender melhor alguns aspectos e ajudado a realizar a escolha certa para começar o seu negócio.

Se você gostou do conteúdo, confira nosso artigo que fala porque sua rádio deve estar online. Confira!

Comentários

Leia também:  Teletronix instala Transmissor de FM de 48.000W na Rádio Cultura
Posted in:
Sobre o autor

Bruno Faria

Publicitário por formação, atua no setor de Marketing da Teletronix, uma empresa desde 1996 no mercado de radiodifusão, produzindo equipamentos para emissoras de rádio e TV.