Qual é o futuro da TV aberta? Veja agora e saiba como se adaptar!

Os avanços tecnológicos também afetaram os meios de comunicação. Por tal motivo, hoje em dia, os diversos tipos de veículos precisaram se adaptar ao novo cenário que se desenhou ao longo dos anos, principalmente, com o surgimento da internet.

Neste contexto, o futuro da TV aberta tornou-se um desafio para os comunicadores. Afinal, a relação com o grande público tem sido determinante na construção de novas estratégias que consigam preservar e continuar conquistando a audiência.

Pensando nisso, neste post vamos abordar algumas sugestões sobre como se adaptar ao novo universo televisivo e suas possibilidades. Gostaria de continuar sua história de sucesso? Então, não deixe de ler!

Esteja presente na internet

Não há dúvidas que a internet foi uma das principais influenciadoras no que diz respeito à mudança na relação entre o público e a programação da TV aberta. Além disso, outras plataformas foram criadas e passaram a segmentar os interesses dos telespectadores.

Por isso, não é recomendado ignorar as alternativas que a rede oferece. As grandes emissoras nacionais e internacionais já perceberam este potencial e começaram a investir em alguns serviços diretamente ligados ao ambiente online.

Um bom exemplo são os serviços streaming ou OTT (over the top) oferecidos por algumas delas. Nestas plataformas, os clientes podem assistir conteúdos que estão disponíveis em vídeos gravados ou consumir catálogos de filmes e séries, por exemplo. Geralmente, os produtos são encontrados nos sites oficiais das emissoras e podem ser exclusivos ou abertos para todos.

Crie propostas de interatividade

A interatividade é outro recurso muito interessante usado atualmente. Por meio dela, as TV´s abertas incentivam a participação do grande público, não só assistindo pelo aparelho televisivo, mas também interagindo no ambiente virtual. Mas como fazer isso?

Saiba que a internet estimulou o hábito dos espectadores de assistirem as programações, quase sempre, conectados à rede. Desse modo, a interação online se tornou mais fácil e ágil. Por tal motivo, especialistas consideram que esse é um comportamento já estabelecido e usual.

Sendo assim, é uma estratégia inteligente vincular um programa televisivo à internet. Estimule o seu público a interagir pelas redes sociais, por exemplo. Elas são grandes aliadas quando o assunto é engajamento, pois se tornaram um termômetro para avaliar as audiências e ter o feedback de quem lhe assiste.

Acredite no futuro da TV aberta

De fato, muita gente migrou dos canais televisivos para a internet. Possivelmente, a falta de novidade e a grande quantidade de conteúdos abertos em sites foram determinantes para que isso acontecesse. Entretanto, é muito cedo para dizer que é o fim da TV aberta, uma vez que a tendência é a reinvenção da mídia tradicional que já está buscando formas de recuperar o seu espaço.

As smart TV’s são ferramentas essenciais neste processo e definem um caminho que tem se mostrado como a provável alternativa para o início de uma nova era da comunicação: um cenário no qual interação e alta tecnologia serão imprescindíveis.

E então, pronto para garantir o futuro da TV aberta? Esperamos que este artigo tenha mostrado a você que o fim está longe de ser uma realidade, mas que para isso serão necessárias algumas adaptações. Por esta razão, é hora de pôr em prática as novas estratégias!

Curtiu nosso conteúdo? Fique à vontade para compartilhá-lo nas suas redes sociais. Ajude os seus amigos a se manterem bem informados sobre assuntos relevantes e transforme o mundo ao seu redor!

Comentários

Leia também:  [EBOOK] Guia completo de como ganhar dinheiro com rádio digital
Posted in:
Sobre o autor

Bruno Faria

Publicitário por formação, atua no setor de Marketing da Teletronix, uma empresa desde 1996 no mercado de radiodifusão, produzindo equipamentos para emissoras de rádio e TV.