Saiba quando o sinal de TV analógico será desligado em cada cidade

Desde meados da década de 1950, a televisão foi introduzida no Brasil com transmissão por sinal analógico. Rapidamente, esse meio de comunicação se expandiu e tornou-se uma febre. Por isso, em 1998, o país já ocupava a 6° posição no ranking de produção mundial de aparelhos.

No entanto, com o passar dos anos e as evoluções tecnológicas, o modo de transmissão foi se aperfeiçoando e os televisores sendo modernizados. Agora, quem ainda possui os modelos antigos precisará se adaptar às novas mudanças, pois o sinal de TV analógico vai ser desligado no país até 2018 — dando lugar ao digital.

Por esse motivo, neste post, mostramos quando e como o desligamento ocorrerá nas diversas cidades do território nacional e, também, o que será preciso fazer para continuar utilizando seu televisor sem precisar descartá-lo. Continue a leitura!

Afinal, quando ocorrerá o desligamento do sinal de TV analógico?

Já no ano passado, o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) anunciou um cronograma e uma relação com quase 1.000 municípios que terão, até 2018, a transmissão realizada apenas por sinal digital.

Os testes foram iniciados em fevereiro de 2016 e Goiás foi o primeiro estado a ter 79 municípios cujo sinal já foi substituído. Para algumas capitais como o Rio de Janeiro (RJ), Belo Horizonte (MG), Fortaleza (CE), Salvador (BA), Recife (PE) e Vitória (ES), isso deverá ocorrer até o fim deste ano.

Porém, vale destacar que a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) considera que o encerramento da difusão só acontecerá quando a utilização do sinal digital abranger, no mínimo, 93% das casas de cada região.

O que fazer para continuar usando um televisor antigo e receber o sinal digital?

Essa é uma questão importante, pois quem não possui televisores mais modernos não precisará comprar um novo. É possível continuar usando um modelo antigo, mas, para isso, será necessário adquirir um conversor digital.

Leia também:  5 cursos para seguir carreira e trabalhar em rádio

Por essa razão, em alguns casos, o governo federal também se responsabilizou em fornecer conversores digitais para os beneficiários de alguns programas sociais como o Minha Casa Minha, o Bolsa Família e o Cadastro Único. Ele distribuirá kits contendo controles remotos, USB e cabos com saída de áudio e vídeo.

Contudo, se você não for uma dessas pessoas, terá que comprar a peça e instalá-la no seu aparelho junto com uma antena receptora. Caso seu televisor já contenha um conversor, bastará apenas conectá-lo a uma antena UHF para receber o sinal.

Já se preparou para as mudanças?

Apesar de, em algumas cidades, o desligamento ter sido adiado, outros locais, como a Grande São Paulo, já estão com mais de 90% de transmissão digital e, consequentemente, sem sinal analógico.

Como foi mencionado, é intenção do governo que até 2018 a transferência tenha sido concluída com êxito na maior parte do Brasil. Diante disso, não deixe para a última hora e não seja pego de surpresa. Prepare-se para as alterações e cumpra as medidas para preservar o funcionamento da sua TV.

Gostou desse artigo sobre a transição do sinal de TV analógico para o digital? Esperamos que ele tenha ajudado você a entender aspectos importantes desse novo passo da modernização das telecomunicações do nosso país.

Se desejar, deixe seu comentário. Sua opinião é muito importante. Ela também pode acrescentar algo de interessante sobre o assunto.

Comentários

Posted in:
Sobre o autor

Bruno Faria

Publicitário por formação, atua há mais de 4 anos no setor de Marketing da Teletronix, uma empresa com mais de 20 anos produzindo equipamentos para emissoras de rádio e TV.

Deixe uma resposta