Por que uma emissora de TV precisa de proteção contra raio?

Devido à grande extensão territorial e ao clima tropical, o Brasil é o campeão mundial na incidência de quedas de raios. Por isso, tão importante quanto se abrigar em locais seguros durante uma tempestade é proteger os equipamentos eletrônicos da emissora de TV ou rádio contra danos causados por descargas elétricas provenientes de raios.

Você sabia que existem formas específicas de garantir a proteção contra raios? É sobre isso que vamos explicar neste post. Continue a leitura e saiba como evitar avarias nos equipamentos e prejuízos.

A queda de raios no Brasil

Independentemente da estação do ano, os raios são comuns durante tempestades. Segundo estudos do INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), estima-se que o país receba uma média de 77,8 milhões de ocorrências todos os anos. Contudo, isso costuma acontecer com mais frequência durante o verão. Esse fenômeno da natureza é muito famoso por provocar o estrago de produtos eletrônicos e aparelhos elétricos.

A interferência dos raios na rede elétrica

Durante uma tempestade com raios, se um deles atingir a rede elétrica, a alta voltagem vai percorrer as malhas até encontrar um aterramento e, por fim, será descarregado no solo.

Quando há a queda de um raio perto de uma rede elétrica, por exemplo, é criado um forte campo eletromagnético que acaba atingindo essa fiação. O surto gerado pode ser transportado por meio da malha por uma extensão de até 5km a partir do local originário. Até porque a fiação elétrica é considerada uma excelente fonte condutora de energia.

Nesse sentido, caso o raio alveje uma rede elétrica próxima de residências ou de locais comerciais, ele vai despejar uma grande descarga de energia muito acima do volume que a fiação e os aparelhos eletrônicos costumam suportar. Por vezes, ele pode destruir completamente a afiação elétrica e queimar de forma instantânea os equipamentos que estão dentro da casa.

A extrema variação de tensão e amperes — unidade de medida da corrente elétrica de acordo com o Sistema Internacional de Unidades — tem o potencial crítico de destruir com facilidade qualquer equipamento eletrônico que esteja plugado diretamente nas tomadas.

E por que isso acontece? Quando há um surto de alta tensão, a corrente elétrica pode aumentar até 5 mil volts, que é uma voltagem extremamente alta. Por isso, torna-se essencial a proteção por meio de aparelhos DPS — Dispositivos de Proteção contra Surtos.

Os problemas causados pelos raios

Como você já percebeu, o raio é uma descarga elétrica de alta intensidade a qual acontece devido à polarização entre as nuvens e o solo. Esse fenômeno é extremamente perigoso, visto que pode atingir pessoas, máquinas e construções. Entenda, a seguir, os principais problemas causados pela queda de raios.

Queima de equipamentos

O raio pode atingir a fiação da rede elétrica, telefônica, de TV e de internet. Como consequência, gera curtos e a queima dos mais variados equipamentos eletrônicos que estiverem conectados à tomada. Apesar de os edifícios estarem a salvo por conta dos para-raios, as pessoas e a rede elétrica podem sofrer danos graves.

Danos à estrutura elétrica

Apesar da existência de para-raios nas subestações e nos postes, a malha elétrica pode não suportar a variação repentina de tensão provocada por um raio e sofrer avarias.

Leia também:  Quais são as normas da SBTVD para TVs digitais?

Geração de despesas elevadas

É bastante comum a queima de equipamentos eletrônicos que estejam ligados à tomada, porque a maioria deles não resiste à alta tensão recebida. Infelizmente, não há conserto na maioria dos casos, restando apenas as opções de trocar ou adquirir novos aparelhos.

Quando se trata de uma emissora de TV, esse cenário pode ocasionar sérios prejuízos financeiros, uma vez que essas máquinas costumam demandar um alto investimento em razão da boa qualidade que apresentam.

A importância da proteção contra raio

Como você já percebeu, a alta descarga elétrica pode causar danos severos a aparelhos eletrônicos. Por isso, o acostamento ou aterramento da fiação elétrica em residências e prédios é obrigatório no país.

O aterramento consiste na instalação de um cabo feito de cobre junto ao solo. O objetivo dessa medida é neutralizar as descargas elétricas e as tensões vindas da atmosfera sem que isso cause graves prejuízos aos moradores e aos equipamentos.

Diante dessas situações, é muito comum que ocorra a implementação de aparelhos do tipo DPS, os quais são semelhantes a um disjuntor. Trata-se de uma proteção acessória contra raios e a variação de tensão durante o processo de aterramento ao solo.

Existem dois modelos de aparelhos de DPS: o de uso geral e o individual. O equipamento de uso geral se localiza perto da caixa de abastecimento e compartilhamento de energia da casa. Por sua vez, o DPS individual é posicionado somente nas tomadas da residência.

A forma de DPS mais utilizada é a de uso geral. O aparelho fica acomodado perto da caixa de distribuição a fim de proteger todas as tomadas de energia da residência. Também é válido mencionar que que a instalação deve feita por um profissional, de preferência um eletricista, visto que essa é uma responsabilidade do consumidor e não uma obrigação da empresa concessionária que presta o serviço de fornecimento de energia elétrica.

O aparelho DPS tem a habilidade de cortar o circuito e bloquear a condução da voltagem causada pelo raio ao longo da fiação elétrica. Isso faz com que ele percorra o caminho do aterramento, evitando os riscos de queima de equipamentos. Dessa forma, os moradores podem usar aparelhos eletrônicos com tranquilidade e com uma boa margem de segurança.

Um equipamento de proteção contra raio protege os aparelhos eletrônicos dos danos e prejuízos causados pela alta variação de descarga elétrica. Portanto, eles se tornaram um item essencial para um estúdio de TV ou rádio que tenha uma grande quantidade de máquinas televisivas.

Agora que você já conhece os principais estragos causados pelas altas descargas elétricas, que tal proteger melhor a sua emissora de TV? Conheça o protetor de rede contra raios desenvolvido pela Teletronix! Feito com circuitos e componentes de alta tecnologia, ele protege as redes com potência máxima de consumo até 2500 Watts. Não corra mais riscos e adquira já o seu!

Comentários

Posted in:
Sobre o autor

Bruno Faria

Publicitário por formação, atua no setor de Marketing da Teletronix, uma empresa desde 1996 no mercado de radiodifusão, produzindo equipamentos para emissoras de rádio e TV.