Aprenda agora a escolher seu conversor para TV digital!

Em 2007, o sinal analógico passou a ser substituído pelo digital. No entanto, isso não quer dizer que os aparelhos de televisão antigos precisam ser trocados, pois, com a instalação do conversor de sinal para TV digital, eles continuam a funcionar normalmente.

Além de garantir que as TVs antigas continuem recebendo sinal e reproduzindo a programação da TV aberta, o conversor aprimora a qualidade da imagem e do áudio desses aparelhos, o que é importante para melhorar a experiência de quem assiste.

Mas, afinal de contas, você sabe como funciona o conversor de sinal e como escolher o melhor? Para ajudar a sanar suas dúvidas, vamos explicar como funciona o conversor de sinal, como escolher esse aparelho, bem como em quais televisores eles podem ser instalados. Continue a leitura e saiba mais sobre o assunto.

Como funciona o conversor de sinal para TV digital?

O conversor digital (também conhecido como Set-Top Box) transforma o sinal digital em analógico. Isso permite que os aparelhos de televisão tradicionais (como tubo, de LCD, LED ou plasma sem conversor digital, fabricados antes de 2010 ou adquiridos no exterior) sejam capaz de reproduzir os programas da TV digital.

Para que o conversor funcione, é necessário que uma antena UHF seja instalada no televisor. Essa antena vai captar o sinal digital para que o conversor possa transformá-lo em um sinal compatível com o aparelho de televisão.

O sinal analógico está sendo gradualmente substituído pelo digital. Em breve, todas as localidades terão apenas o sinal digital. Por isso, caso o televisor não possua um conversor integrado, será necessário instalar o conversor para TV digital adequado para que se possa ter acesso às programações da TV aberta.

Como escolher o melhor conversor de sinal?

A aquisição de um conversor digital sai muito mais em conta do que a substituição do aparelho de televisão. Apesar de terem um custo menor, os conversores não deixam a desejar na garantia da qualidade da imagem e do áudio.

No entanto, para garantir a perfeita exibição da TV digital, é necessário ficar atento a alguns detalhes na hora de comprar o conversor. Confira algumas dicas a seguir:

  • verifique se o conversor possui selo DTV: esse selo atesta que o aparelho atende às normas técnicas da TV digital, ou seja, a qualidade do conversor. Além disso, os aparelhos que possuem selos são fabricados ou importados por associados ao Fórum do Sistema Brasileiro de TV Digital;
  • escolha marcas nacionais: apesar de os conversores serem projetados para terem longa durabilidade, eles podem apresentar defeitos. Por isso, optar por marcas nacionais é uma boa opção, pois elas têm garantia e assistência técnica no Brasil;
  • confira o modelo do televisor: antes de comprar o conversor, é extremamente importante verificar o modelo do aparelho de televisão em que ele será instalado, pois existem diversos conversores disponíveis no mercado e cada um é apropriado para um tipo de TV.

É necessário trocar a televisão por uma nova?

Não há a necessidade de adquirir uma nova televisão apenas com o objetivo de receber o sinal digital. Nesses casos, a alternativa ideal é investir em um conversor digital de modo que a TV tenha a capacidade de recepcionar esse sinal. Esse sistema funciona como um verdadeiro receptor, muito parecido com aqueles que são utilizados em televisões digitais com canais pagos.

Leia também:  Encoder e decoder: entenda as principais diferenças entres os dispositivos

Nesse sentido, é necessário fazer a conexão do conversor diretamente na entrada para DVD, geralmente na parte de áudio e vídeo. Porém, caso sua televisão seja mais moderna, ela já deve apresentar uma seção de entradas do tipo Vídeo Componente e HDMI. Tratam-se de elementos que vão causar impactos diretos na qualidade do som e da imagem do conteúdo que será transmitido.

Em quais tipos de televisão os conversores podem ser instalados?

De fato, existem alguns modelos de conversores que foram fabricados com o fim específico de serem usados em TVs convencionais, geralmente as de tubo. Outros modelos costumam ser mais indicados para os televisores de plasma ou LCD. Além disso, há aqueles que foram desenvolvidos com a vantagem de serem compatíveis com os dois tipos de televisores.

A conexão analógica ou digital pode ser usada para esse fim. Contudo, você deve verificar se os aparelhos mais antigos apresentam as opções de entrada e saída de cabos que são necessários para a devida conexão dos fios e se eles são compatíveis.

A maioria dos conversores de sinal apresenta uma funcionalidade importante que é a capacidade de ajustar a imagem digital, transmitida em 16:9, para o formato de tela na proporção de 4:3. Essa função é bastante útil, pois evita que a transmissão apresente faixas horizontais na parte superior e inferior da imagem.

Além disso, é importante mencionar que o mercado disponibiliza dois modelos de aparelhos do tipo Set-Top Box. Trata-se dos conversores tradicionais e dos de alta definição, chamados de HD.

Os convencionais têm a função de transmitir o sinal padronizado por meio da utilização de cabos do tipo áudio e vídeo. Por outro lado, os de alta definição são responsáveis por fazer a transmissão de imagens HD mediante o uso de cabos do tipo HDMI. De qualquer forma, é importante ter uma TV HD, uma vez que é impossível ter um conversor de excelente qualidade se não existe um aparelho de alta definição.

Como você pôde perceber, em breve, o sinal analógico será completamente substituído pelo digital. Por isso, para que os televisores tradicionais possam exibir os programas da TV aberta de maneira adequada e sem interferências, é necessário instalar um conversor de sinal analógico para o digital.

De qualquer forma, na hora de escolher o melhor aparelho, lembre-se de verificar se ele tem o selo DTV. Além disso, dê preferência de compra para as fabricantes nacionais. Seguindo essas dicas, com certeza você escolherá um conversor para TV digital compatível com seu aparelho de televisão. Dessa forma, vai garantir a qualidade da imagem e do áudio que é veiculado por meio da programação da TV digital aberta.

Gostou deste post? Entendeu a importância de investir em um conversor de sinal? Que tal aperfeiçoar os seus conhecimentos sobre o assunto? Confira um guia completo contendo a lista dos equipamentos necessários para a implementação da TV digital.

Comentários

Posted in:
Sobre o autor

Bruno Faria

Publicitário por formação, atua no setor de Marketing da Teletronix, uma empresa desde 1996 no mercado de radiodifusão, produzindo equipamentos para emissoras de rádio e TV.

Deixe uma resposta